Queria compartilhar uma ideia que já venho trabalhando para virar tema de aula do meu curso, mais aqui só quero clarear a mente de vocês.
Sabendo desses componentes você consegue entender que o kick não se divide em uma única região.

1 – Click é o transient inicial do seu kick. ( O estalo ) 
Muitas vezes trazer uma camada de hat pode ajudar a dar mais presença nessa região.

2 – Punch é a parte mais importante do kick, é ele que vai definir quase 70 % do timbre. Dica extra, aqui na equalização é onde costuma da macieza para o seu kick trabalhe com equalização subtrativa. entre 220 Hz á 1 Khz é onde você pode trabalhar a sua equalização subtrativa.

3 – Tail, é a cauda final do kick e geralmente é onde define a tonalidade do kick. em vários kicks o tail sempre vai ser diferentes em questões de amplitude e tempo.

Dica# 1 Para dar boot no kick use essa região de frequências, entre 50 a 80 Hz, aqui está o grande segredo que muitos não sabem. É aqui que o seu kick ganha peso!

Dica# 2 Agora que você sabe que o kick é formado por 3 componentes, utilize kicks diferentes para criar o seu super kick. Não necessariamente você precisa criar tudo do zero, viu como é simples!

Pode dar aquela força, curtindo nossa Page?
32Bitz Electronic Music School
32bitz.com.br

#32bitz #Elevation #cursodeprodução #músicaeltrônica #producermusic
#abletonlive #Flstudio #cursoonline #cursopresencial