Eu sinto que falar para quem não está preparado para ouvir é o mesmo que eu tentar gritar em um quarto super tratado acusticamente. Eu escutei a música de uma pessoa recente e disse que o problema dele não era mixagem ainda. Eu disse que ele primeiro teria que melhorar o arranjo. PS. a pessoas veio até a mim pedir o feedback. Ele queria que eu falasse sobre mixagem, mas não tem como ouvir um som que soa ruim desde o começo. Então além de dar o feedback correto, a pessoa me ignora. Mas eu entendo, assim como eu já fui assim, não compreendia o problema. E por isso que hoje a música é a obra mais importante para mim. Mix é uma preocupação que você precisa ter se você já está fazendo sons mais coerentes. E porque a pessoa que só vive estudando sobre mixagem e ainda não deixá bom o teu som?

Porque ele está pulando o primeiro estágio, a MÚSICA!!!

Se você passa por isso não vejo isso como um ataque. Às vezes pode ser difícil compreender isso.

Por isso que eu não me canso de dizer, trabalhe as suas percepções sobre escolhas de samples e timbres. Porque tem músicas que até sem mixagem soam melhores do que alguém inexperiente na mixagem.

Não estou falando que você não pode fazer músicas e tentar mixar elas. Você pode tudo! Apenas quero te mostrar esse ponto. Seja chato com escolha de samples e timbres, perca mais tempo já que a sua percepção ainda não é trabalhada.

Existem tantos hits que são feitos diariamente, e mesmo assim eu consigo achar sempre um elementos ruim no hit.

Ser um hit quer dizer que vai ser tudo de altíssimo nível?

NÃO!!! Mas já ouvi sim músicas que você não consegue achar defeitos. É a música perfeita para ouvintes e até para os críticos. Se você perceber sempre vai ter um som que virou um hit, mas o kick dele é um kick meio ruim, ou é falta de elementos e mesmo assim se tornam hits. 

PORQUE ESSE FENÔMENO?

Bom, pode até ser algo estudado por cientistas, porque fazer um hit é algo difícil. Pode analisar produtores ‘’REAIS’’ que criam o seu próprio material, é muito difícil existir alguém que consiga fazer um hit atrás do outro. Não que você já experiente não consiga, tenho vários nomes em mente que sei que fazem hits direto. Mas como disse, não são todos assim. Não acredito que pra fazer um hit tem uma fórmula mágica, mas sim conhecimento e amor pelo que vai fazer.

Porque um som bem trabalhado não virou hit?

É muito relativo, mas entender que o que vai fazer você ter essa aprovação, é o seu público fiel e o público geral.

Outro ponto determinante é o momento certo, eu não consigo dizer isso pra vocês, mas eu sinto que pra ela dar certo precisa achar o time certo de mostrar essa música.

Outra coisa é a propagação do som.

Se você tem mídias onde consegue distribuir uma música BEM feita, você tem grandes chances.

PORQUE UMA MÚSICA VIRA HIT?

Apenas o meu ponto de perceber as coisas. Mas, sabemos que música é pura matemática, então pensando nisso, consigo entender que muito desses grandes resultados é composto por uma série de números mágicos. Por exemplo, para formar um acorde você tem os graus certos pra seguir. Se eu mudar ou vai ser algo que vai soar dissonante ou vai se tornar um novo acorde já existente.

– Mas eu não vejo só isso, consigo entender que além de uma boa estrutura harmônica você precisa de bons timbres!

Então se o primeiro passo é programar bem as notas, o segundo é escolher ou criar os timbres.

Mas eu preciso criar os meus timbres James?

Leia isso, eu falo sobre presets.

UNDERGROUND VS. MAINSTREAM

Não importa como é classificado o seu estilo musical, sempre tem público buscando ouvir coisas novas.

É possível que um som underground e mainstream vire hits? SEM dúvidas! Não é de hoje que, não importa a sua classificação dentro da música, mas se for bom tem chances estar estar no meio.

Exemplos:

Vertente/Techno

Jeff Mills – The Bells

Um clássico atemporal que se mantém como HIT para geração antigas e atuais. É claro que tem a evolução do gênero, então pra quem gosta de algo mais contemporâneo, talvez podem não gostar. Mas ainda não deixa de ser um hit independente do tempo.

E agora uma análise crítica sobre o som.

Eu entendo que muitos gostam de kits de baterias como 808 e 909, mas é a minha visão sobre isso. Se você gosta de sons com texturas saturadas e rajando, tudo bem. Faz parte!!!

Pontos negativos!

– Kick não é limpo, tem textura suja. E na maioria das vezes essa textura suja forma o groove. No techno e no tech house é assim.

Mas o porque deu tão certo?

– Combinações certas de groove e timbres.
– Simplicidade

– Mesmo que esses samples na época eram bons, a combinação harmônica entre kick, leads, e os demais, foi o necessário para dar certo.

E as pessoas tendem a gostar de algo que é fácil de entender, e que te motive a dançar e com timbres agradáveis. As pessoas estão cagando para quantos canais foram utilizados a música. O publico apenas quer ter algum sentimento sobre a música. Seja ele feliz ou triste.

Assim como os reis Kraftwerk fizeram tantos hits e pra muitos não passam da velha guarda. Percepção não está somente na hora de criar músicas, mas sim de compreender a evolução dos gêneros.

Eu gosto da faixa Kraftwerk – The Robots. Pra mim é uma das melhores.

E também gosto de sons contemporâneos, na verdade é o que eu mais gosto. Gosto de músicas melódicas e com groove bem trabalhado.

E é isso jovens, espero que eu te dei uma visão sobre como eu vejo as coisas. Mas não encana, você pode discordar sem nem um problemas sobre tudo que falei.

Abraço
James 32bitz

P45#